BLACK TRUNK RACE - BIGUAÇU SC - 22/03/2015

Gostar de fazer atividades esportivas é algo que sempre nos faz e nos fará muito bem, tanto fisicamente, psicologicamente e sem duvida quanto a buscar qualidade vida.
Qualidade de vida que também se conquista através de boas e grandes amizades, nas descobertas de novos amigos e também na humildade e simplicidade das pessoas.
Correr é gratificante, brincar de correr é mais gratificante ainda, quando não nos preocupamos com tempo, com classificação, com pódio e tudo mais.
A alguns dias atrás a Claudinha veio me falar sobre uma corrida que irá acontecer em São José dos Pinhais, a qual é uma prova com obstáculos, e quando obtive a data de tal corrida, eu falei para ela que iria coincidir com o mesmo final de semana da volta a ilha e que ela não poderia me dar o "cano".
Mas procurando sobre corrida com obstáculos, encontrei a BLACK TRUNK RACE que seria e foi realizada neste domingo dia 22 em Biguaçu, SC, e que devido ao feriado municipal de São José dos Pinhais, no dia 19, quinta feira, o que, para muitos que trabalham em SJP, se tornou um feriadão. A Claudinha não poderia participar devido ao seu trabalho e seus estudos, mas estendi o convite a JACAREZADA, onde a Celinha, o Wellington e a Edna gostariam de participar e também convidei o Edson da Assessoria Assessocor para ir conosco.
Em contato com a organização do evento, consegui um preço, que comparado ao valor normal de inscrição nos últimos dias referente a esta prova, foi bem convidativo, e afinal de contas, nenhum de nós tinha até então participado do evento. O Edson pegou "carona", confirmou presença e inscrições feitas. Havia duas opções, sendo 05 km com 10 obstáculos e 10 km com 20 obstáculos.
O único detalhe quanto as inscrições e que o Edson só ficou sabendo no sábado.....rsssssssss..é que iria correr como JACARÉ DE CONGA.
Todos os 5 foram para os 10 km....rssssssss..mesmo que, alguns forçados, por assim dizer.
Já na 4ª feira a noite eu e a Luisa, estávamos em Balneário, na 6ª foi a Celinha, acompanhada da Alcione e no sábado chegou a família Bortolaci (Edson, Simone e o Felipe) e depois o Wellington com a Ana Daniele, uma vez que Edna, por motivos particulares não pode ir e a Ana iria correr em seu lugar.
O organizador do evento, o qual entrei em contato solicitando se seria possível efetuar a entrega dos mesmos no dia da prova, no inicio ficou um pouco resistente, mas depois além de deixar os kits com alguém da sua equipe, ainda fez com que o mesmo no dia da prova nos aguardasse em um local próximo ao trevo de Biguaçu para nos conduzir até o local do evento, que seria na Fazenda Coelho, na estrada dos Tres  Riachos.
A largada dos 05 km seria as 09:00 hs e dos 10 km as 09:20 hs.
Conversando com o pessoal da cronometragem, foi feita a alteração da Edna pela Ana Daniele.
Nos 05 km um numero muito grande de participantes...e as 09:20 hs foi dada a largada para os 10 km.
A Celinha estava bem preocupada com o que iria encontrar pela frente, e queria que eu fosse junto com ela o que também já tinha sido solicitado pela Luisa.
Na noite de sábado para domingo, choveu bastante, onde já sabíamos que o percurso seria muito mais desafiador.
Dada a largada, o Edson e o Wellington dispararam na frente e eu vinha mais atras acompanhando a Celinha e só pensando o que teríamos pela frente. Em 10 km, haveria 20 obstáculos, então a cada 500 m. haveria um....e não demorou muito para descobrirmos o que nos esperava, piscina de lama (buraco feito na terra e cheio de agua e lama), valeta com agua "barrenta", barranco para subir, cama de gato...rsss.(varios fios trançados e voce ter que passar no meio deles), rastejar na lama por baixo de arame farpado, carregar um pedaço de tora por alguns metros, descer ladeira com saco de areia nas costas......e depois subir a mesma ladeira para deixar o saco a disposição do próximo atleta, ou da próxima vitima...rsssssss...como queiram..rsss,  transpor uma barreira de madeira bem alta onde a ajuda dos demais corredores era fundamental para conseguir exito, subir uma rampa de madeira se segurando em uma corda, sendo que a rampa estava totalmente enlameada e depois descer pelos degraus, escalar e descer uma barreira através de corda, subir barranco se segurando em corda, correr ou caminhar em enormes subidas, as quais tinham retorno, ou sejam eram descidas com muito barro, escorregar em um tobogã de lona onde os atletas caiam em uma piscina de barro (outro buraco na terra cheio de agua e lama), sendo que neste obstaculo, eu e a Celinha já não fomos autorizados a escorregar e somente descer o barranco, em virtude de que uma atleta sofreu um acidente ao escorregar e estava imobilizada na base do escorregador, aguardando a ambulância, mas NÃO havia como NÃO passar pela piscina de barro...rsss...arrastar pneu de carro amarrado em corda.
Havia tres travessias de rio e aqui foi o grande problema da dupla Celinha e Claudio...rssssss....no primeiro ponto em que teríamos que atravessar, o staff informou que dava pé...eu avisei a ele que tanto eu quanto a Celinha não sabíamos nadar...mas entramos na agua assim mesmo e após alguns passos, a Celinha que estava na minha frente, simplesmente sumiu na minha frente e rapidamente ela se agarrou em mim e me levou para o fundo, quando rapidamente a empurrei para me livrar dela, e quando voltei o staff já havia segurado ela, quando voltou a dar pé, e nós dois atravessamos o rio...rssssss....mas  a Celinha...passou por um péssimo momento e logo no inicio da prova.
Não desistimos e fomos adiante. No segundo lugar onde teríamos que atravessar outro rio, mesmo vendo que dava pé, ela acabou não concordando em atravessar e ai tivemos que contornar o rio, e no retorno, pagar uma punição de 20 polichinelos cada um, pois a acompanhei na volta do rio.  O terceiro ponto onde iriamos ter que atravessar rio, na verdade teríamos que ir pulando em colchões de ar que foram colocados para travessia, mas quando chegamos ao local, alguns colchões já haviam se soltado estavam em outros pontos, o que faria com que em um determinado ponto, iriamos ter que entrar no rio, e mais uma vez a Celinha optou por não passar, fizemos o trajeto por terra, desviando a passagem e neste ponto não houve punição, ou esqueceram de nos punir...rsss
Em um determinado ponto da corrida, encontramos o Wellington parado, esperando a Ana Daniele, que vinha logo atras, e depois ambos concluiram os quilometros finais juntos, onde o Wellington teve então que arrastar dois pneus, carregar dois sacos de areia....rssssssssssss...e assim por diante......ufaaaaaaa......quanto a Celinha...eu não fui tão cavalheiro assim não...kkkkkk
O Edson passou por nós em um ponto que era bate volta, e na minha contagem, o mesmo ocupava o 3º lugar geral, o qual conquistou no final da prova, subindo ao pódio, vestindo o manto azul.....rsssss
Uma prova deste porte, com vários obstáculos, em trechos completamente acidentados teve uma organização praticamente perfeita, com muita segurança e muita tranquilidade para os atletas.
Foi realmente uma prova inédita, que jamais iremos esquecer e que para mim particularmente foi recompensador, em enfrentar todos os obstáculos, mesmo que não tenha efetuado a passagem em dois pontos dos rios para acompanhar a Celinha, pois percebi o quanto foi e é importante eu estar frequentando uma academia, pois a resistência para puxar pneu, carregar nas costas, tora, saco de areia, e nas escaladas com corda exigir muita força dos braços só foi possível graças aos minutos e horas que passo durante a semana na academia.
No inicio do texto, mencionei sobre fazer novos amigos, e na humildade e simplicade das pessoas. A amizade que tenho com o Edson já vem a algum tempo e tenho o maior carinho e respeito por ele e sua família. Quando o inscrevi nesta prova, sem dúvida que ele foi inscrito como JACARÉ de CONGA. Ao informar a ele no sábado, dia anterior da corrida que ele estava inscrito como JACARÉ, ele poderia simplesmente dizer que não teria problema, poderia correr até sem a camiseta da Assessocor para não me deixar aborrecido...rssss e tudo bem.
Ele, ao saber de tal fato, perguntou sobre o MANTO AZUL e eu obviamente tinha levado e não iria obrigar a ele usar, mas ele nem vacilou em querer correr com a mesma,  e mesmo não participando da prova, a Simone questionou sobre estar no apoio e incentivo e que queria também usar o MANTO AZUL, quando a Celinha prontamente cedeu uma camiseta a ela.
A amizade, o carinho, o respeito, a alegria de termos momentos alegres e agradáveis unem ainda mais as pessoas de paz e que sabem que uma família sólida é a base para se ir muito longe e alcançar exito na vida.
A família JACARÉ DE CONGA adotou a afamilia ASSESSOCOR ASSESSORIA, ou vice versa, a ordem não importa, o que importa é saber que somos muito parceiros, dedicados, unidos e que procuramos só ser felizes, cada qual no seu jeito, mas todos com o mesmo propósito, viver a vida de maneira saudável e com qualidade de vida.
CELINHA...uma guerreira, que mesmo não sabendo nadar, o que eu também não sei, não se intimidou, não se entregou e foi até o fim.......ainda mais tendo a minha companhia...rssssssss
EDSON...dispensa comentários.....e por falar em comentários...antes do inicio da prova....uns 30 min antes, ele já se aquecia e comentei com os demais....."olhem se não parece o RUDIVAL"....rsssssssss...da maneira e do jeito de ser e de se preparar para uma prova.
WELLINGTON....disparou na largada acompanhando o Edson, mas a consciência e responsabilidade de NÃO abandonar a amiga, a qual ele colocou no "fogo"...ou melhor....na lama....o fez esperar por ela e terminar elegantemente a prova ao seu lado.
ANA DANIELE...que já nos representou no parque TINGUI e que sem vacilar concluiu a prova de maneira brilhante demonstrando toda a força das JACAROAS.
LUISA, SIMONE E ALCIONE....as companheiras, amigas,fotógrafas, "porta trecos" e principalmente as grandes incentivadoras dos JACARÉS participantes.
FELIPE...orgulho do pai e uma inspiração sem limites.
Os obstáculos, outrora desconhecidos e os quais poderíamos imaginar deste ou daquele jeito, foram ficando para trás, a cada passo, a cada metro, a cada segundo que em frente seguíamos.
Fomos vencendo um a um, o desejo de superá-los foi a nossa força e a nossa vontade foi o que nos fez vencer.
"SONHOS DETERMINAM O QUE VOCÊ QUER. AÇÃO DETERMINA O QUE VOCÊ CONQUISTA"
Aldo Novak
"Sonhar algo, pode lhe trazer à vida, força e vontade;
Acreditar em algo, pode lhe trazer conforto e felicidade;
Respeitar algo, pode lhe trazer inspiração e aprendizado;
Amar pode unir tudo isto é lhe fazer um conquistador, um vencedor."
Augusto Tavares.
Obrigado DEUS por mais uma etapa, mais uma prova, mais uma conquista, mais uma experiência. Obrigado DEUS pela minha FAMÍLIA, pela família JACARÉ DE CONGA E pela família ASSESSOCOR ASSESSORIA.
VALEUUUUUUUUU JACAREZADA........
Ahhhhhh.....FAMÍLIA BORTOLACI....sejam BEM VINDOS A FAMÍLIA JACARÉ DE CONGA...rssssss


Claudio Luiz Guras


XXII SUPERMARATONA 50 KM - RIO GRANDE - RS - 15/03/2015

 Em primeiro lugar agradeço a Deus por mais esta conquista . Com sinceridade correr esta Ultra Maratona nunca tinha passado por minha cabeça, ou melhor eu nem sonhava quanto a hipótese de um dia ir correr este desafio . Em uma conversa formal com um casal de amigos  Marcelo Barbosa e Claudinha Ilha, Gauchos que moram em Porto alegre . Os mesmos me convidaram a ir participar desta Ultra Maratona , uma maratona muito bem organizada face ao numero elevado de atletas pertencentes a elite , e pela premiação ser em dinheiro para os primeiros lugares na geral . Desde o ano passado eu já estava estudando a logística para poder honrar minha palavra com os amigos ,tendo em vista que prometi que iria la enfrentar este desafio. O principal obstaculo para participar desta corrida é como chegar la na cidade . São só duas opções a primeira pegar um onibus aqui em Curitiba destino a Cidade De Rio Grande , uma  viagem que se torna longa demais pois são 17:00 horas de viagem . A segunda alternativa é pegar um voo até Porto Alegre e de la pegar um ônibus com mais 05:00 horas de viagem . Mesmo sendo a mais cançativa optei em ir de onibus saindo direto daqui , menos transtornos . Em Dezembro quando estava em São Paulo para participar da corrida de São Silvestre por coincidência encontrei o Sr. Luis Silva que estava hospedado no mesmo hotel em que eu estava . Quando corredores se encontram quem não gosta de corridas , que saia de perto pois o assunto é só sobre corridas . No meio da conversa eu falei para ele que iria correr a Ultra Maratona De Rio Grande , porem estava com um sério problema por causa da viagem . Ele com aquela calma peculiar dele me falou que corre está Ultra Maratona há 10 anos seguidos . Rsss . E que eu ficasse tranquilo que ele tinha uns contato em Porto Alegre , e que este contato dele transporta atletas para a corrida de Rio Grande . Nossa que alivio ele também me falou que eu comprasse as passagens de avião , fato este que conseguimos comprar as passagens nos mesmos avião ida e volta . Finalmente chegou o dia da viagem chegamos em Porto Alegre as 08:30 graças a Deus em um voo tranquilo , esperamos uns 10 minutos e chegou a condução cheia de atletas que nos levariam-nos até Rio Grande . De imediato fui tomado por uma sensação familiar , foi como se já conhecesse aquelas pessoas a muito tempo . Nossa como é bom você está com pessoas que gostam de fazer a mesma coisa que a gente . Entramos na condução e seguimos viagem , confesso que o bate papo entre todos nós estava tão descontraído que nem sentimos a viagem de 05:00 horas até Rio Grande . Chegamos ao destino por volta das 14:00 horas , e fomos direto pegarmos o Kit . No local da retirada dos Kits tem um Restaurante com opções de preços , resolvemos então almoçar primeiro e após retirar os Kits . Uma refeição muito bem feita , saborosa e a vontade de acordo com a opção de cada um .  almoçamos pegamos o Kit e fomos para o hotel , do local da retirada dos Kits até o hotel são aproximadamente 23 Km . Chegamos ao hotel foi feito a distribuição do atletas nos quartos seguindo a reserva que já tinha cido feita pelo Sr. Marcelo Utzig responsável pelo transporte dos atletas . O Sr. Marcelo me perguntou se havia algum problema em ficar num quarto para tês pessoas , falei que não tinha problema nenhum tendo em vista que todos nós só queríamos descansar . Ainda tínhamos tempo para dar umas voltinhas nas imediações do hotel , ver o local da largada e chegada da Ultra Maratona e também uma olhadinha na praia . Se temos a informação de que a praia de Cassino é a maior praia do mundo , então se torna quase uma obrigação você ir conhece-la . Até mesmo porque só Deus sabe se voltarei a pisar naquela praia . Após este passeio voltei ao hotel eu fui encontrar o casal de amigos Marcelo Barbosa e Claudinha Ilha tendo em vista que os mesmos também estavam hospedados no hotel . Como sempre o assunto não podia ser outro  conversamos sobre futuras Ultras Maratonas a participarmos , eles me levaram novamente para um passeio na praia  e ai voltamos para o hotel . Nos despedimos e eu fui para meu quarto arrumar os detalhes para ao amanhece ficasse mais facil . Como não sou de fazer refeição a noite , fiquei conversndo com o Sr. Luiz até as 21:30 e resolvi dormir sendo que este é meu horário de dormir  entre 21:30 e 22:00 horas . As 03:45 acordei como sempre o faço , resolvi ficar deitado sem fazer barulho em respeito aos meus dois companheiros de quarto . Aproveitei este tempo para refletir sobre a corrida , quando fui surpreendido por um pensamento preocupante . Analisando meus históricos de Ultras Maratonas cheguei a triste conclusão de que não concluiria a corrida no tempo estipulado . Sou um atleta experiente sei dos meus limites , aliais sei tudo sobre minha pessoa quando se trata de Maratonas e Ultras Maratonas . Quando meus amigos de quarto acordaram eu falei para eles sobre o que tinha descoberto . Porem uma coisa eu tinha certeza não iria deixar de participar só porque não iria concluir a corrida no tempo estipulado . O Tempo de corrida pelo regulamento seria 06:30 particularmente achei um tempo curto , tendo em vista que uma maratona o tempo geralmente é 06:00 horas . E neste caso uma Ultra Maratona com mais 08 Km , eles davam só 30 minutos a mais . Também falei com o casal de amigos Marcelo e Claudinha sobre minha preocupação . As 05:20 da manhã conversei via torpedos com a Jovem Senhora Adriana Alves , sobre o que estava me deixando receoso . A Adriana como sempre me deu a maior força ,falou não esquenta vai dar tudo certo . Agradeci o apoio e desejei a ela uma ótima corrida , pois a mesma logo iria participar da Meia Maratona De São José Dos Pinhais , PR . Corrida está que a equipe em que faço parte estaria em massa participando , e eu só não estaria presente porque há muito tempo de antecedência já tinha decidido em participar da Ultra De Rio Grande . Exatamente as 07:00 horas foi dado a largada , cada um dos participantes correndo por seus objetivos , no meu caso já era correr simplesmente por estar ali . Confesso já chateado porque as chances de não trazer nem a medalha de participação eram enormes . Eu ainda tinha uma carta na manga como haviam me informado que a corrida seria em um local totalmente plano , pela minha analise ainda tinha chances de concluir ela no tempo estipulado . Soma daqui tira dali , pensei se a Ultra é realmente fácil da pra fechar no sufoco mas da . Meu recorde em Maratonas é na Maratona de Curitiba 04:45 minutos , em Maratonas difíceis meu tempo sempre oscila entre 05:00 horas e 05:20 minutos . Pensei se eu concluir os 42 Km em no máximo 05:20 minutos ainda terei 01:10 minutos para fechar os últimos 08 Km . Pensar é uma coisa , por em pratica o que pensou é outra coisa , e conseguir que as coisas saiam perfeitamente como pensamos é outra coisa . Mais uma vez fui surpreendido quando a corrida se iniciou eu sempre concentrado porem atento as dificuldades da corrida . Antes de terminar o primeiro Km já percebi que a topografia do terreno era uma subida , aquela subida bem discreta mas com certeza absoluta é uma subida . No meu caso nem que fosse descida eu mudaria meu ritmo de correr , já tenho meu ritmo e sei tudo sobre meu corpo principalmente no que se refere a desgaste fisico . Falo por min em hipótese alguma falo aqui em nome de outras pessoas . Concentrado observo os corredores a minha frente no Km 13 já tinha atletas andando , eu pensei meu Deus ainda é muito cedo para andar . Não importa quem seja se você está participando de uma corrida de 50 Km e com 13 Km já está andando , sem chances a hipotece de você concluir uma corrida desta é zero . Meus planos era de correr no minimo até o Km 30 sem andar, este plano era visando concluir a corrida e trazer ao menos minha medalha de participação . No Km 18 eu entrei no time dos que já estavam andando, respirei olhei o relógio e mesmo com está parada fora dos planos eu estava bem . Eu deveria está no Km 21 com 02:30 minutos no máximo 02:35 minutos , cheguei no Km 21 dentro do previsto . Há um detalhe vocês lembram daquela subidinha discreta que falei no inicio ? A mesma foi continua até o Km 21 , pensei acho que esta subidinha vai até o Km 25 ai ela vai terminar . Se a corrida é no sentido do ponteiro dos relógios , então os outros 25 Km seriam no plano . Cheguei no referido Km 25 bom já estou na metade da corrida tudo dentro do previsto . Cheguei no Km 30 uma olhada no relógio rigorosamente dentro do prazo 03:50 minutos , pensei bom aqui seria o horário de administrar a corrida só que eu já não tinha mais muito gás para administrar . Cheguei no Km 39 tinha informações que do Km 34 ao 43 era a parte mais complicada da corrida . Como de fato foi meu Deus por se tratar de uma imensa reta tinha momentos que o pensamento inclinava para o lado da desistência . Uma reta de 09 Km com um sol terrivel cozinhando os miolos , e o pior ali você podia ver e ter certeza que de plana esta corrida não tem nada . Era visivel a leve e discreta subida que faz parte da corrida . Para se ter uma ideia quando vinha um carro na direção oposta dos atletas , numa certa distancia dava para ver a parte de baicho do carro . Não entendo muito de topografia mas quando nos encontramos em um local plano , qualquer coisa que esteja na sua frente deve ser vista no mesmo nivel que voce se encontra . Também tinha o detalhe dos atletas que estavam la na frente ,você os via longe la no alto. Cheguei no Km 42 com 05:20 que espetáculo rigorosamente dentro do prazo de uma maratona difícil . Só que tem um detalhe dependendo as condições que eu chego aos 42 Km estou literalmente morto , e de fato eu estava morto . Sabendo eu que ainda tinha 01 Km para chegar na praia , queria chegar logo na praia . Porque  ali eu tinha certeza absoluta de que a topografia era plana . Pensei meu objetivo é chegar vou continuar desistir nunca se Deus quiser . Se eu já sabia antes de começar a corrida que não fecharia no tempo estipulado e estava ali morto mas dentro do meu tempo , o que é importante no tempo do meu corpo . É este tempo que me importa , é este tempo que eu respeito , é este tempo que eu valorizo . Não faço loucuras em primeiro lugar corro porque me amo , corro pela minha saúde . Cheguei na praia deixei para traz os 43 Km de uma subida leve discreta , porem uma verdadeira armadilha para quem não a respeita . Batizei esta subidinha leve e discreta de engana BOBOS . Na praia muitas pessoas tomando banho , pescando e até fazendo churrascos . Um momento magico da corrida muitas das pessoas na praia incentivando os atletas com palavras de vamos la , não desistam , faltam só tantos Kms estes momentos ficaram para sempre em minha mente e no meu coração . Com muito esforço fui lentamente vencendo cada Km , no Km 46 para complicar as coisas minha querida e inestimada amiga veio ao meu encontro . ´Só faltou ela me falar você pensa que vai terminar a corrida sem mim? De quem vocês pensam que estou falando ? A câimbra ,  tive que parar la se foi 05 preciosos minutos tudo bem elas ja me são familiares . Como diz o ditado capengando segui meu objetivo  em busca da minha vitória pessoal , porque pra mim o meu objetivo era terminar a corrida . Finalmente os 500 metros que me separavam da chegada , este é mais um momento magico que guardarei no coração . A Claudinha Ilha esposa do meu amigo Marcelo veio ao meu encontro e cruzamos a linha de chegada de mãos dadas . Para coroar a minha persistência , a garra e a determinação ainda fui agraciado com a grata surpresa de que os organizadores tinham prorrogado o prazo para conclusão da corrida . Tendo em vista que havia um grande numero de atletas ainda a concluírem a mesma . O desistir nunca me deu um 4°  lugar na categoria , juntamente com um belo troféu e uma linda medalha . Meus parabens a organização vocês foram perfeitos em tudo na minha visaõ . Um detalhe que faço questão de mencionar uma corrida com 07:00 horas de duração , com um calor intenso . Em momento algum faltou agua , ou eu pequei um copo de agua para beber que não estivesse super gelada . Agradeço igualmente a todos os atletas que participaram desta Ultra Maratona e igualmente a seus familiares que estavam presentes .  Finalizando novamente agradeço a DEUS por ter preparado para minha pessoa mais este momento lindo em minha vida material . E também pelas pessoas maravilhosas que ele tem colocado em minha vida depois que comecei a participar de corridas .
Observações : Conversando depois com alguns atletas sobre minha observação de que a corrida não é plana como haviam dito . Os mesmos me informaram que na cultura deles o termo plano é quando não tem subidas e descidas . O Sr. Luiz Ultra Maratonista mencionado nesta narrativa falou que após eu ter dado a minha opinião sobre a subida constante da corrida , ele também chegou a conclusão de que eu estou certo . Sempre procuro passar aos leitores minha opinião isenta de qualquer sensacionalismo , tendo em vista que isto pode se tornar uma fonte de orientação para quem for participar desta Ultra Maratona .
Atenciosamente com carinho


RUDIVAL GOMES

1ª MEIA MARATONA DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - 15/03/2015

O dia 15 de março de 2015 entra para a história do município de São José dos Pinhais e para muitos adeptos da corrida de rua.
Foi realizada a 1ª Meia Maratona da cidade, organizada pela prefeitura municipal da cidade, através da Secretaria Municipal de Esportes.
Além do percurso de 21 km, havia a opção de 5 km, e que na soma dos dois trajetos totalizou a participação de quase 1000 atletas inscritos no evento.
O percurso de 5 km foi o já tradicional das provas da mesma distância da cidade e o trajeto de 21 km muito bem elaborado, exigindo dos atletas muita resistência, determinação e preparo para superar os mesmos.
Um único erro no inicio do percurso, antes mesmo do primeiro quilômetro, mas que não tirou o brilho da prova.
O respeito daqueles motoristas que ficaram "presos" nos pontos onde os atletas passavam, a alegria e o entusiasmo dos staffs, o apoio e incentivo de vários moradores por onde os atletas passavam também foram essenciais para elevar o estímulo e dar mais força para que todos completassem a prova.
Além de ser a primeira meia maratona da cidade, também foi a primeira meia maratona de muitos atletas e em especial de vários JACARÉS.
O número expressivo de JACARÉS participantes, onde mencionar nomes é sem dúvida cometer equivoco, pois poderia esquecer não de um, mas de vários e principalmente, mencionar nome dos que participaram pela primeira vez de uma meia e esquecer alguém seria um "pecado".
Correr 21 km pelas ruas de nossa cidade, passar por vários bairros passando pela frente e nas proximidades de várias residências de Jacaré, foi um espetáculo a parte.
Uma manhã que começou na madrugada, quando cheguei ao local do evento e já haviam várias pessoas presentes, instalando suas tendas e se organizando, onde a estratégia que o Edson da Assessocor e eu combinamos foi importante, indo instalar nossas tendas no sábado a tarde debaixo de chuva....rssss...mas o Edson mandou o Gilson no lugar dele, permitiu a excelente localização para a EQUIPE.
Agradeço a DEUS por ter permitido uma manhã excelente para a prática da corrida de rua.  Agradeço ao Edson e ao Gilson no transporte e instalação das tendas, a todos os JACARÉS que levaram "guloseimas" no domingo e aos que ficaram ajudando na desmontagem das tendas.
Agradeço também a DEUS por permitir que todos os JACARÉS que iniciaram a prova, tantos nos 5 km quanto nos 21 km, concluíram brilhantemente a prova, sem sofrer lesões e sem abandonarem a prova, mostrando muita determinação e força de vontade.
Devido a "correria" com que tudo fosse acontecesse da melhor maneira possível, acabei não me preocupando com o resultado por categorias, onde tivemos a JACAROA Sandra Andrade classificada em 3º lugar nos 5 km em sua categoria, e também.......onde eu e o Samuel nem percebemos que nos 21 km foi chamada como 1ª colocada a Tatiane, a qual não participou da prova e eu entreguei o chip dela para o Leandro. Quando "acordei" para a situação, não tivemos (eu e o Samuel) tempo hábil para fazer a correção a tempo de que fosse efetuada a devida correção no local do evento, o que depois de corrigido com o pessoal da cronometragem, o 3º lugar da categoria passou a ser de fato e de direito da JACAROA Claudia Ribas.
O Samuel irá fazer as devidas trocas e assim que for possível o troféu da Claudia Ribas será entregue.
Também foi recompensador ouvir o nome da EQUIPE sendo chamada para receber o troféu por EQUIPE com o segundo maior número de inscritos, e olha que  tinha vários JACARÉS inscritos sem identificar que eram da EQUIPE.
Um troféu que é de todos.
A todos que participaram desta prova e concluíram a mesma, podem ter certeza de que foi uma prova .....PRA QUEM NUNCA ESTÁ SATISFEITO.........PRA QUEM NUNCA OLHA PRA TRÁS.....PRA QUEM NUNCA PERDE O FOCO  E PRA QUEM NUNCA SE RENDE.

SHOW JACAREZADA.........FANTÁSTICA PARTICIPAÇÃO DE TODOS.

PARABÉNS.


ÁLBUM DE FOTOS

Claudio Luiz Guras


CIRCUITO SESI 2015 - 08/03/2015

Mais de 1200 pessoas participaram neste domingo, 08/03/2015,  da primeira etapa do Circuito de Corridas Rústicas 2015, que aconteceu às 08 h no Sesi Boqueirão. 
Realizado desde 2007 pelo Sesi, em parceria com as associações de funcionários da Bosch, Copel, Novozymes, Renault e Volvo, o circuito estimula a prática do atletismo e contribui para a criação de hábitos saudáveis entre os trabalhadores.
O percurso desta primeira etapa foi de 10km e a participação é livre, tendo ao final do circuito premiações destinadas aos trabalhadores e à comunidade.
Dentre os jacarés, destacamos o 5º lugar na categoria de nosso atleta Rudival Gomes

Élcio Pampuch